20112018Ter
AtualizadoTer, 20 Nov 2018 1am

PUBLICIDADE
banner pfizer instuc 2018 468x60px

Anvisa aprova cabozantinibe no câncer renal avançado ou metastático

FABIO SCHUTZ LACOG GU NET OKA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso do inibidor de MET, AXL e VEGFR levomalato de cabozantinibe (Cabometyx®) para tratamento de adultos com carcinoma de células renais (ou câncer de rim) avançado ou metastático em primeira e segunda linha. Publicada no Diário Oficial da União (DOU) dia 15 de outubro, a decisão foi baseada nos estudos clínicos CABOSUN (primeira linha) e METEOR (segunda linha). Fábio Schutz (foto), oncologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, comenta a aprovação.

 

O estudo CABOSUN demonstrou que o cabozantinibe prolonga significativamente a sobrevida livre de progressão em comparação com o sunitinibe, promovendo uma redução de aproximadamente 52% no risco de progressão da doença ou morte.

No estudo randomizado de fase III METEOR, cabozantinibe foi comparado com everolimo em pacientes que falharam a uma ou mais linhas de tratamento. O uso de cabozantinibe resultou em 7,4 meses de mediana de sobrevida livre de progressão versus 3,8 meses com everolimo, numa taxa de progressão 42% menor com cabozantinibe (HR de 0,58) e com uma taxa de resposta objetiva de 21% (versus 5%).

"Devido à ação simultânea em três vias celulares importantes para o desenvolvimento do câncer renal, o cabozantinibe consegue boa resposta terapêutica, mesmo em pacientes com doença mais avançada e pior prognóstico", afirmou André Nebel, Gerente Médico de Oncologia da Ipsen, responsável pela comercialização do medicamento no país.

"O cabozantinibe é um novo inibidor de tirosina quinase capaz de inibir os receptores celulares tumorais transmembrana VEGFR, MET e AXL, e o primeiro inibidor de MET e AXL aprovado para câncer de rim avançado. Sabe-se que a expressão de MET é um dos principais mecanismos de escape/resistência do câncer de rim. Os estudos fase 3 em segunda linha (METEOR) e fase 2 em primeira linha (CABOSUN) comprovam a melhor eficácia desta droga quando comparada com everolimo e sunitinibe, respectivamente", explica Schutz. "Quem ganha são os pacientes que passam a contar com mais uma opção no arsenal contra o câncer de rim avançado", conclui o especialista.

Leia mais:

Cabozantinibe na primeira linha do câncer renal

METEOR - Cabozantinib comprova benefício em câncer renal avançado

 


Publicidade
Publicidade
banner Sanofi 2017 300x250
Publicidade
banner astellas2018 v1
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
Merck 300x250 2018
Publicidade
banner logoBMS 2018 300x250
Publicidade
ad lilly 300X250px
Publicidade
banner abbvie2018 300X250p