11122018Ter
AtualizadoSáb, 08 Dez 2018 11pm

PUBLICIDADE
banner pfizer instuc 2018 468x60px

NELSON: tomografia para o gerenciamento de volume de nódulos reduz mortalidade por câncer de pulmão

RASTREAMENTO NET OKApresentados na WCLC 2018, os resultados do estudo de base populacional NELSON indicam que o uso de exames de tomografia computadorizada (TC) em homens assintomáticos com alto risco de câncer de pulmão levou a uma redução de 26% (9-41%, 95% IC) nas mortes por câncer de pulmão aos 10 anos de acompanhamento do estudo (com 86% de adesão). No subconjunto menor de mulheres, a taxa-razão de morte por câncer de pulmão variou entre 0,39 e 0,61 em diferentes anos de acompanhamento, sugerindo uma redução ainda maior e significativa na mortalidade por câncer de pulmão em comparação com os homens.

O estudo NELSON foi um estudo de base populacional, controlado, que envolveu 15.792 indivíduos, randomizados 1:1 para o braço do estudo ou braço controle. Os participantes do braço do estudo receberam exames de tomografia no baseline, um, três e cinco anos e meio após a randomização. Nenhuma screening foi oferecido aos participantes do braço controle.

Os registros dos participantes estavam vinculados a registros nacionais com cobertura de 100% em relação ao diagnóstico de câncer (Netherlands Cancer Registry), data da morte (Centre for Genealogy) e causa da morte (Statistics Netherlands). Um painel de especialistas revisou 65% dos casos. O período de follow-up mínimo foi de 10 anos, excluindo os casos de óbito, para 93,7% dos participantes inscritos.

Os resultados mostraram uma taxa média de conformidade do rastreamento de TC de 86%, abrangendo 29.736 exames. Em 9,3% dos participantes, tomografias adicionais foram realizadas dentro de dois meses para estimar o tempo de duplicação do volume do nódulo, levando a uma taxa global de referência de 2,3% para nódulos suspeitos. As taxas de detecção entre os ciclos variaram entre 0,8 e 1,1%, e 69% dos cânceres pulmonares detectados por rastreio foram detectados nos estágios 1A ou 1B. Um total de 261 cânceres de pulmão (52 cânceres de intervalo) foram detectados antes da quarta rodada de acompanhamento.

Em um subgrupo de pacientes analisados, o tratamento cirúrgico foi três vezes mais prevalente nos pacientes com câncer de pulmão no grupo do estudo em comparação com os pacientes do grupo controle (67,7% versus 24,5%, p <0,001).

“Esses achados reforçam que as triagens de TC são uma maneira eficaz de avaliar nódulos pulmonares em pessoas com alto risco de câncer de pulmão, muitas vezes levando à detecção de nódulos suspeitos e intervenção cirúrgica em taxas relativamente baixas e com poucos falsos positivos, aumentando as chances de cura”, disse Harry J. De Koning, do Erasmus MC, em Roterdã, Holanda, durante a apresentação do trabalho. “Este é o segundo maior estudo já realizado sobre TC no câncer de pulmão, com resultados ainda mais favoráveis do que os demonstrados no primeiro trabalho (NLST). Esses achados devem ser utilizados ​​para informar e direcionar futuros rastreios com tomografia computadorizada”, acrescentou.


Publicidade
ad lilly 300X250px
Publicidade
Publicidade
banner Sanofi 2017 300x250
Publicidade
banner astellas2018 v1
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
Merck 300x250 2018
Publicidade
banner logoBMS 2018 300x250
Publicidade
banner abbvie2018 300X250p