21082018Ter
AtualizadoDom, 19 Ago 2018 10pm

PUBLICIDADE
banner pfizer instuc 2018 468x60px

Anvisa aprova ribociclibe para tratamento do câncer de mama metastático

MAMA bxA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso do inibidor de CDK4/6 succinato de ribociclibe (Kisqali®, Novartis), em combinação com um inibidor de aromatase, como tratamento em primeira linha de pacientes na pós-menopausa com câncer de mama RH+/HER2- em estágio avançado ou metastático. Baseada nos resultados do estudo de fase III MONALEESA-21, a aprovação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 30 de julho.

“A incorporação do ribociclibe é de grande importância para esse subgrupo de pacientes, que passa a ter uma nova opção de tipo de tratamento (inibidores de CDK4/6), uma vez que a doença escapou do controle anti-hormonal”, afirma a oncologista Maira Caleffi, chefe do Serviço Médico de Mastologia do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

Sobre o estudo

O estudo de fase III MONALEESA-2 demonstrou sobrevida livre de progressão (SLP) significativamente prolongada e um perfil de toxicidade gerenciável para ribociclibe mais letrozol versus placebo mais letrozol no tratamento em primeira linha de pacientes com câncer de mama avançado HR+, HER2-.

O estudo incluiu 668 mulheres pós-menopausadas com câncer de mama recorrente / metastático HR+, HER2-, randomizadas 1:1 (estratificadas pela presença/ausência de metástases hepáticas e/ou pulmonares) para receber ribociclib (600 mg/dia; 3 semanas/1 semana de intervalo; ciclos de tratamento de 28 dias) mais letrozol (2,5 mg/dia; contínuo) ou placebo mais letrozol. O endpoint primário foi a SLP avaliada localmente. O principal endpoint secundário foi a sobrevida global (SG). Outros endpoints secundários incluíram taxa de resposta global (ORR) e segurança. A análise de biomarcadores foi um endpoint exploratório.

Resultados 

No momento da segunda análise interina, a mediana de duração do acompanhamento foi de 26,4 meses. A mediana de SLP foi de 25,3 meses (95% IC 23,0-30,3) para ribociclibe mais letrozol e 16 meses (95% IC 13,4-18,2) para placebo mais letrozol (HR 0,568; 95% IC 0,457-0,704; log-rank P = 9,63 × 10-8).

A taxa de resposta global foi de 42,5% versus 28,7% para todos os pacientes tratados com ribociclibe e letrozol versus placebo mais letrozol, respectivamente, e 54,5% versus 38,8%, respectivamente, para pacientes com doença mensurável. Os resultados de segurança, após mais 11,1 meses de acompanhamento, foram comparáveis ​​aos relatados na primeira análise, sem toxicidade nova ou inesperada e sem evidência de toxicidade cumulativa.

“Os resultados do estudo nos levam a crer que a terapia combinada chega como um novo padrão de cuidados para o tratamento inicial de câncer de mama avançado ou metastático RH+/HER2-, o tipo mais comum da doença (69%)2”, afirmou o diretor médico da Novartis Oncologia, André Abrahão.

Segundo Maira Caleffi, com a adição dessas drogas é como se tumores hormônio-dependentes voltassem a responder a bloqueios anti-hormonais com medicações via oral com efeitos colaterais manejáveis. “A inclusão de medicamentos que fazem o bloqueio de CDK4/6 fazem parte da tendência atual de descalonamento de quimioterapia, sempre que possível, com grande benefícios para as pacientes por aumentar significativamente o intervalo livre de progressão, ou seja, mais tempo com a doença metastática sob controle sem evidência de toxicidade cumulativa”, conclui.

O câncer de mama é o tipo mais incidente de câncer entre as brasileiras depois do câncer de pele não melanoma. Apenas para 2018, de acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), são esperados cerca de 60 mil novos casos3 – o que corresponde a 29,5% do total. Estima-se que 20% a 50% dos pacientes com câncer de mama em estágio inicial cheguem à fase metastática.4

O produto será comercializado na forma de comprimido revestido, com concentração de 254,4 miligramas (mg) de succinato de ribociclibe (200 mg de ribociclibe).

Referências

1 - Hortobagyi G, Stemmer S, Burris H, et al. Updated results from MONALEESA-2, a phase III trial of first-line ribociclib plus letrozole in hormone receptor-positive HER2-negative advanced breast cancer. Presented at the 53rd Annual Meeting of the American Society of Clinical Oncology (ASCO), June 4, 2017, Chicago, Illinois (abstract #1038). Page 5 of 5.

2 - Hammond ME, et al. J Clin Oncol 2010; 28:2784–2795; Wolff AC, et al. J Clin Oncol 2007; 25:118–145; Onitilo AA, et al. Clin Med Res 2009; 7:4–13

3 - Incidência de câncer no Brasil – estimativa 2018. INCA - Instituto Nacional de Câncer. Disponível em www1.inca.gov.br/estimativa/2018/index.asp. Último acesso 22.02.2018.

4 - Cancer Treatment Reviews 59 (2017) 22–32.


Publicidade
banner_assine_300x250.jpg
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner Sanofi 2017 300x250
Publicidade
banner astellas2018 v1
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner logoBMS 2018 300x250